A depilação a laser díodo está a ganhar cada vez mais adeptos. Uma pergunta comum entre as pessoas que estão prestes a iniciar o tratamento ou que o iniciaram há relativamente pouco tempo é quanto tempo dura a depilação a laser díodo. É por isso que recomendamos que continues a ler.

Noutras publicações, falámos das vantagens que o método de depilação a laser díodo oferece em relação a outros métodos tradicionais de depilação, como a cera ou as lâminas. Sem dúvida, o facto de a depilação a laser ser um método de depilação permanente é uma das grandes vantagens que oferece. Presta atenção, porque vamos resolver todas as dúvidas possíveis sobre a duração da depilação a laser díodo.

 

A depilação a laser elimina os pelos para sempre?

Estas perguntas andam de mãos dadas: quanto tempo dura a depilação a laser e será que elimina os pelos para sempre? Como já referimos, a depilação a laser é um método de depilação permanente, o que significa que elimina até 90% dos pelos sobre os quais atua.  

Como é que funciona? Graças ao princípio da fototermólise seletiva, a luz do laser atua diretamente sobre o folículo piloso, enfraquecendo-o a cada sessão até que este deixe de produzir pelos.

De uma forma mais gráfica: no interior do poro existem muitas células responsáveis pelo crescimento do pelo. À medida que as sessões de depilação a laser avançam, vamos removendo este organismo até que deixe de produzir o pelo tal como o víamos antes de iniciarmos o tratamento.

No entanto, mesmo que existam alguns pelos residuais no final do tratamento, isso não deve ser motivo de preocupação; serão muito fáceis de remover. Além disso, com as sessões de manutenção, que se realizam entre uma e duas vezes por ano, consoante a zona tratada e as características de cada pessoa, conseguir-se-á a pele lisa desejada e a duração do tratamento será definitiva.

No entanto, há que ter em conta que existem muitos fatores que podem determinar o sucesso de um tratamento e a duração da depilação a laser. A ingestão de certos medicamentos, a dieta que segues, diferentes perfis genéticos ou certas patologias, por exemplo, podem tornar as sessões menos eficazes.

Ninguém te conhece melhor do que tu próprio, pelo que deves informar a tua técnica especializada em laser de todos os fatores que podem minimizar o sucesso do teu tratamento.

 

Quantas sessões são necessárias para eliminar os pelos com a depilação a laser?

Sabemos que existem muitas dúvidas relativamente ao número de sessões necessárias para eliminar completamente os pelos. No entanto, consoante a zona, a quantidade de pelos e o fototipo da pele, o número de sessões necessárias para eliminar os pelos com depilação a laser varia.

Neste sentido, dependerá sempre do tipo de pele (uma das vantagens do laser díodo é que é compatível com todos os fototipos de pele) ou de pelo de cada pessoa, bem como de muitos outros fatores que também podem influenciar. Estamos a falar da idade, da fase hormonal em que o pelo se encontra ou da genética. Todos estes pormenores farão com que sejam necessárias mais ou menos sessões para conseguir uma pele sem pelos.

No entanto, graças à nossa experiência, podemos dar um número aproximado de sessões para servir de referência, embora tudo dependa do caso particular de cada pessoa. Assim, no caso das mulheres, costumam ser necessárias 5 a 8 sessões para eliminar os pelos de forma duradoura, e no caso dos homens, 10 a 12.

Além disso, se o tratamento for aplicado numa zona hormonal, é muito provável que seja necessária uma maior incidência para alcançar o resultado desejado.

quanto tempo dura a depilação a laser

A partir de que sessão começam a ver-se os resultados?

Quanto ao momento em que se começam a ver os resultados da depilação a laser díodo, trata-se de um tratamento personalizado e contínuo, pelo que a evolução dependerá de diferentes fatores. Na maioria dos casos, os resultados podem começar a ser observados a partir da primeira sessão. Mas, como em todos os tratamentos, os resultados não surgem de uma só vez, mas progressivamente. Verás, sessão após sessão, como os pelos nascem mais fracos, com menos força e com uma maior diferença ao longo do tempo.

Os pelos entre as sessões não sairão sempre todos ao mesmo tempo, dependerá da fase em que se encontram aquando da primeira sessão. É por isso que estimamos um mês ou um mês e meio entre as sessões, embora a frequência possa variar consoante a pessoa e as suas situação.

Existem três fases de crescimento do pelo e, idealmente, no início do tratamento, o pelo deve estar na fase anagénica, a primeira de todas, com um folículo saudável e com as células da zona em atividade permanente. As outras duas são a catagénica (transitória, em que a atividade celular que mencionámos acima para) e a telogénica (o pelo cai e está prestes a recomeçar a primeira fase).

Como já referimos, é desejável que o pelo esteja na fase anagénica no momento em que se inicia o tratamento. Nesta altura, o crescimento é linear. Desta forma, estaremos mais perto de um tratamento bem sucedido.

 

Na Láserum somos especialistas em depilação a laser díodo. Por isso, se tiveres alguma dúvida sobre o tratamento, podes contactar-nos através dos diferentes canais oficiais ou no centro Láserum mais próximo de ti, onde as nossas técnicas especializadas poderão ajudar-te de forma personalizada.

 

Posts relacionados
Láserum durante o Mês do Orgulho LGBTQIA +
Láserum durante o Mês do Orgulho LGBTQIA +

TANTO FAZ! Grita a Láserum Portugal durante o Mês do Orgulho LGBTQIA + Com afirmações como: "Tanto faz quem quero beijar, Tanto faz se ficas a olhar" e "Tanto faz se sou fluído, Tanto faz se ficas ofendido"- na Láserum defendemos a liberdade identitária, individual, e...

leer más
Prendas Dia do Pai: as melhores dicas
Prendas Dia do Pai: as melhores dicas

Na Láserum, celebramos o Dia do Pai todos os dias, mas o 19 de março é a oportunidade para relembrar aqueles mais distraídos. Como este dia especial já está aí, podes não ter ideias para o Dia do Pai. Mas não te preocupes, estamos cá para ajudar-te a não errar com as...

leer más